Voleibol: AVC Famalicão apresenta plantel com sete reforços

O Atlético Voleibol Clube de Famalicão (AVC Famalicão) já prepara a nova época desportiva. Há sete reforços – quatro jogadoras brasileiras e três atletas nacionais -, que se juntam às seis permanências do plantel anterior. Vítor Oliveira mantém-se como treinador, com Ademilson Mendes, Bruno Leite e Vanessa Rodrigues, ex-atleta do clube que terminou a sua carreira, como adjuntos.

Num plantel com 13 elementos, destaque para o regresso da brasileira Sthefany Benvinda, juntando-se a outros três reforços oriundos do mesmo país: Mariana Baddini, Marcella Amaral e Viviane Braun. Já Sofia Oliveira (ex-SC Braga), Maria João (ex-GC Vilacondense) e Catarina Lemos (ex-Boavista FC), são os outros reforços que trazem «acréscimo de qualidade ao grupo de trabalho», cujos objetivos passam por garantir um dos sete primeiros lugares da tabela classificativa, de forma a assegurar a manutenção no principal escalão do voleibol nacional.

Na apresentação do plantel, que decorreu ao final da tarde desta segunda-feira, na Casa do Território, no Parque da Devesa, Vítor Oliveira conferiu que as equipas adversárias «reforçaram-se bastante; quer as que lutam por objetivos maiores, mas também as restantes fizeram um grande incremento em termos de qualidade e número de atletas». O treinador vê, no entanto, a sua equipa «a lutar com todas elas, mesmo com as equipas com maiores orçamentos». Revelou, ainda, a sua satisfação pelo regresso do público aos pavilhões, esperando que não falte o apoio à equipa.

Rui Martins, presidente do AVC Famalicão, acredita que, mais uma vez, o clube «deixará uma imagem muito positiva na nova época», estando à altura da história que já conta com inúmeros títulos no seu palmarés, entre eles um triplete de campeonato, taça e supertaça. «O que queremos é que haja uma boa representação no campo. Para isso temos de ter um grupo unido. Acredito que temos um grupo que talvez seja melhor do que o da época passada».

O dirigente confere, ainda, a aposta na formação. «Temos cinco jogadoras estrangeiras e de resto são meninas da nossa região. Prata da casa, que tem sido valorizada. Não temos os mesmos argumentos financeiros de outros clubes, mas mesmo que os tivéssemos, teríamos de repensar a nossa estratégia porque o objetivo é a consolidação sem andar a correr desenfreadamente atrás de títulos».

O campeonato nacional da 1ª divisão de voleibol feminino inicia-se a 3 de outubro, com o AVC Famalicão a deslocar-se ao pavilhão do Benfica, seguindo-se o confronto com o SC Espinho, no Pavilhão Municipal das Lameiras, naquela que será a partida de estreia em casa na época 2021/2022.

Plantel: Mariana Baddini (ex-Lindesberg C), Ana Paula Frare (AVC Famalicão), Marcella Amaral (ex-Fluminense FC), Viviane Braun (ex-Blumenau), Sara Sá (AVC Famalicão, Sofia Oliveira (ex-SC Braga), Raquel Moreno (AVC Famalicão), Inês Magalhães (AVC Famalicão), Joana Martins (AVC Famalicão), Sthefany Benvinda (ex-CRES Varginha), Maria João (ex-GC Vilacondense), Eva Monteiro (AVC Famalicão), Catarina Lemos (ex-Boavista FC).

Famalicão: A última subida à Torre de Tiago Machado

O ciclista famalicense, que em junho passado assumiu que finda esta época deixará a caravana velocipédica, subiu este domingo, pela última vez, ao alto Torre. Mítica etapa da Volta a Portugal.

Em jeito de nostalgia escreveu nas redes sociais: “A minha última subida ao alto da Torre enquanto ciclista profissional.
Obrigado a todos pelo apoio, em especial à minha família e amigos mais próximos por mais este última ” valeta” da Torre”, agradeceu Tiago Machado.

O famalicense é um dos ícones do ciclismo nacional, tendo cumprido ao longo da sua profícua carreira três edições da Volta a França, cinco à Espanha e duas a Itália. Em representação de Portugal participou em cinco Campeonatos do Mundo. Mas os seus créditos e currículo é bem mais vasto…

Atualmente, e na Volta a Portugal, Tiago Machado corre pela Rádio Popular – Paredes – Boavista.

Foto: Facebook Tiago Machado

Famalicão: Sistema do Museu Bernardino Machado disparou alerta de incêndio que não se confirmou

Os Bombeiros Voluntários Famalicenses foram, na manhã deste domingo, alertados para uma possível situação de incêndio no Museu Bernardino Machado, no centro de Vila Nova de Famalicão.

O alerta terá chegado através do sistema de deteção de incêndio daquele espaço, avançam os soldados da paz.

Chegados ao local, e depois dos trabalhos de reconhecimento, não foi detetado nenhum foco de incêndio, pelo que a Rua Adriano Pinto Basto, no coração da cidade, foi reaberta e a ocorrência dada como concluída.

É de Famalicão jovem que morreu num trágico acidente de viação em Guimarães

É de Vila Nova de Famalicão o jovem que, esta madrugada, faleceu na sequência de um trágico acidente de viação, na vila de Brito, em Guimarães.

A vitima seguia numa viatura que, por razões desconhecidas, entrou em despiste e acabou por ser travada metros depois, na sequência de ter embatido contra um muro e um poste.

Deste sinistro resultaram ainda outros três feridos, considerados ligeiros.

No socorro estiveram Bombeiros de Guimarães e das Taipas, bem como a equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Guimarães.

A GNR tomou conta da ocorrência.

Famalicão: Ciclista Rui Sabino é campeão nacional

Rui Sabino, ciclista famalicense que alinha na União Ciclismo da Trofa, sagrou-se este sábado Campeão Nacional de Juvenis, nos Campeonatos Nacionais que decorrem no Bombarral.

Rui Sabino foi mais forte no sprint final na prova de 21km e fica para a história como o primeiro Campeão Nacional da categoria.

Rui Sabino não poderia estar mais feliz com a vitória. “A sensação de conseguir esta vitória é muito boa. Só posso agradecer à minha família que esteve aqui hoje a apoiar-me. É muito bom conseguir esta vitória e ser recompensado pelo esforço. É a minha primeira vitória este ano e logo num campeonato nacional. É maravilhoso”.

Famalicão: Miguel Rocha vence concurso internacional de violino

O ribeirense Miguel Rocha venceu, recentemente, o Concurso Internacional de Violino, na Cidade do Porto, no âmbito do CONVIMUS – Convívios Internacionais de Música, no escalão de jovens adultos.

Miguel Rocha, atualmente a estudar violino com Esther Hoppe, na Universidade Mozarteum, em Salzburgo, na Áustria, iniciou a sua aprendizagem no Clube de Cultura e Desporto de Ribeirão, com a professora Cátia Sá. Frequentou, ainda, o Centro de Cultura Musical, quando era aluno da Escola EB 2,3 de Ribeirão, prosseguindo os estudos na Artave, com a professora Raquel Costa.
O jovem ribeirense já foi premiado em vários concursos.