António Raminhos e Luís Filipe Borges no IPCA

Os humoristas António Raminhos e Luís Filipe Borges vão estar na Escola Superior de Gestão (ESG) do IPCA para fechar o programa das comemorações dos seus 25 anos de atividade.

O espetáculo de stand-up comedy realiza-se no dia 8 de outubro, no “Encontro 25 anos da ESG”, com início previsto para as 19h, no Campus do IPCA. Durante o evento será servido um soft dinner e haverá ainda animação musical.

Luís Filipe Borges e António Raminhos apresentam, assim, no IPCA, “O Teu Talk Show”, um espetáculo cujos convidados dos humoristas são os espetadores.

A inscrição no “Encontro 25 Anos da ESG” é aberta a toda a comunidade académica e tem o custo simbólico de 15,00€, valor que reverte na totalidade para o Fundo de Emergência do IPCA. As inscrições para o evento estão abertas até ao dia 3 de outubro, até à capacidade máxima do espaço, de acordo com as normas da Direção Geral de Saúde.

Programa dos 25 Anos da ESG

As celebrações iniciam no dia 6 de outubro, com uma simbólica homenagem ao primeiro Diretor da ESG, o Professor João Carvalho, e com uma resenha dos 25 anos de atividade da escola. Segue-se a Sessão Solene, que conta com a presença do Secretário de Estado do Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira. Ainda neste dia vão tomar posse e reunir os membros do 1º Conselho Consultivo da ESG.

O dia 7 de outubro é dedicado à investigação aplicada, nas áreas em que a ESG leciona, com o primeiro Symposium on Applied Research in Management School.

O dia 8 de outubro é dedicado aos novos estudantes de licenciatura, com a iniciativa “Conversas com…”. A primeira sessão está marcada para as 14h30 e a segunda para as 16 horas.

Trofa com verdadeiro espírito natalício

Entre 1 e 23 de dezembro, o centro da Trofa é um verdadeiro Mercado de Natal, com divertimentos gratuitos, desde comboio de natal, mega rampa de gelo, pista de bumpers cars, casa do Pai Natal, presépios gigante, mega parada de Natal, animação de rua, ateliers, gospel, concertos, street food, feira do livro, mercadinho.

A Alameda da Estação e Parques Nossa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro serão os locais onde a animação natalícia, de acesso gratuito, será constante.

A programação será variada com o objetivo de juntar a comunidade trofense no espírito natalício, perdido nos últimos dois anos devido à pandemia.

A inauguração do Mercado de Natal está programada para as 15 horas do dia 1 de dezembro com uma mega parada de Natal a percorrer o centro da cidade.

Mas há dias que a iluminação natalícia dá brilho às ruas da cidade, num convite ao Natal. A novidade deste ano foi a colocação de uma Árvore de Natal gigante com 16 metros de altura na Praça dos Paços do Concelho da Trofa.

A Árvore de Natal é um dos “photopoints” de Natal, onde todos os trofenses e todos aqueles que visitam a cidade podem tirar fotos e partilhar nas redes sociais.

Horário da feira do livro

Segunda a Quinta-Feira – 09h30 – 12h30 | 13h30 – 21h00

Sexta a Domingo – 09h30 -12h30 | 13h30 – 23h00

Horário do mercado

Sexta-Feira – 20h00- 23h00

Sábados, Domingos e Feriados – 15h00-23h00

Horário para a presença do Pai Natal

Sábados e Domingos – 16h00 – 18h00

 

 

 

Famalicão: Alunos da Didáxis visitam Centro de Investigação de Demências

As turmas do Curso Técnico de Geriatria da Didáxis visitaram, na passada quarta-feira, o CIDIFAD – Centro de Investigação, Diagnóstico, Formação e Acompanhamento de Demências. Trata-se de uma valência da Santa Casa da Misericórdia de Riba de Ave que entrou em funcionamento em outubro do ano passado.

Este centro representa uma resposta pioneira em Portugal que dispõe de recursos inovadores para o acompanhamento de pessoas com demência.

Os alunos do estabelecimento de ensino de Riba de Ave visitaram vários espaços terapêuticos, observaram recursos e técnicas abordados nas aulas, o que permitiu consolidar conhecimentos adquiridos em contexto escolar.

Famalicão: Associação de Pais da EB1 de Cabeçudos cresceu

No final do passado mês de outubro, os estatutos da Associação de Pais da EB1 de Cabeçudos foram alterados, em Assembleia Geral, o que permitiu que o jardim de infância passasse a fazer parte da associação.

A presidente, Jerusa Salgado, considera esta união fundamental para o efetivo apoio às crianças que frequentam quer a escola que o jardim de infância. «A associação está convicta de que esta união trará, ainda mais força e a vontade de querer mais e melhor para estas entidades, alunos, corpo docente e não docente».

Aprovados os estatutos, a nova associação passa a designar-se Associação de Pais JI e EB1 de Cabeçudos.

Famalicão: Ecos de Outono na escola de Ribeirão

Para celebrar e vivenciar o outono, os alunos do Agrupamento de Escolas de Ribeirão (do pré-escolar ao 3º ciclo) desenvolveram um conjunto de atividades interdisciplinares para conhecimento das tradições de outono do meio local, inseridas no âmbito do Plano Nacional das Artes/ Projeto Cultural de Escola.

Todas estas atividades estiveram agregadas a um programa construído em torno da preservação do ambiente e das tradições, que culmina com exposições (uma delas itinerante) e a construção de um livro digital.

Entusiasmados com o que aprenderam, os alunos exteriorizaram os conhecimentos adquiridos através da sua criatividade com desenhos, dança, canções tradicionais, criação de poemas alusivos à época, pinturas, criações artísticas com material proveniente da Natureza, reciclado, em croché, em tecido e identificaram as espécies de árvores autóctones da escola com recurso aos respetivos nomes científicos.

Este projeto cultural de natureza interdisciplinar teve o seu ponto alto na atividade que decorreu no Dia de S. Martinho, no polivalente da escola-sede, que se transformou num teatro, onde todos os elementos necessários ao sucesso de um espetáculo se juntaram e dançaram numa peça final, designada “Ecos de Outono”.

Alunos, pais, avós, auxiliares de ação educativa, Junta de Freguesia e utentes do Centro de Dia de Ribeirão, professores de diversas áreas do saber, colaboraram como puderam e souberam, resultando todo este esforço num espetáculo de grande sensibilidade artística que poderá despertar sensibilidades e competências adormecidas.

IPCA vai ter residência para estudantes

O IPCA vai ter a primeira residência para estudantes. Já foi feita a escritura pública de um edifício para o efeito. Um sonho concretizado ao final de 26 anos, que trará condições de habitação a preços compatíveis com as condições económicas dos estudantes. É também a possibilidade para o IPCA atrair estudantes de localidades mais distantes e de mais estrangeiros.

A futura residência fica localizada na Rua do Aldão, em Vila Frescaínha S. Martinho, a 200 metros do Campus, em Barcelos.

A aquisição deste edifício foi possível com verbas do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), no seguimento da candidatura apresentada no âmbito do Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior (PNAES), tendo sido atribuído cerca de 2.024,00 milhões de euros. A verba destina-se à aquisição do edifício, adaptação e ampliação para responder às exigências de instalação e funcionamento da residência de estudantes. Esta residência terá capacidade para 62 camas a disponibilizar em setembro de 2023.

A presidente do IPCA, Maria José Fernandes, no final da escritura, salientou a importância do edifício para o reforço da afirmação na área social e na melhoria das condições de acesso e frequência da comunidade estudantil, contribuindo para a efetiva igualdade de oportunidades e respondendo mais eficazmente às necessidades e expectativas dos estudantes e das suas famílias.

 

 

Famalicão: Greve afeta funcionamento de várias escolas

Diversos sindicatos de vários setores juntaram-se, esta sexta-feira, à greve da Função Pública situação que está afetar muitos serviços, em particular os estabelecimentos de ensino.

Em Famalicão, segundo o que CIDADE HOJE conseguiu apurar, estão encerradas as secundárias Camilo Castelo Branco e D. Sancho, na cidade. Também as escolas sede dos agrupamentos de Ribeirão e Pedome estão fechadas.

A funcionar, embora com falhas de professores e assistentes, estão as escolas Padre Benjamim Salgado, em Joane, a Júlio Brandão (Famalicão), de Gondifelos, D. Maria II, em Gavião, e a escola básica Vale do Este Arnoso Santa Maria.

Além destas, há jardins de infância e escolas do 1.º ciclo que se encontram encerradas.