Famalicão: AFSA quer contas certas e reforço da arbitragem

Contas certas e apostar na arbitragem, são objetivos da nova direção da AFSA. Os órgãos sociais tomaram posse na passada semana e, na ocasião o reeleito presidente da direção, Márcio Sousa, deu contra desses propósitos.

Sem grandes mudanças nos diversos órgãos, registando-se apenas a entrada de dois novos elementos, Márcio Sousa foi empossado para o quarto mandato em cerimónia que teve a presença do vereador do Desporto na Câmara Municipal de Famalicão, Pedro Oliveira e de vários associados.

O foco, tal como de anteriores direções, é valorizar as competições, dando-lhe maior credibilidade e visibilidade, mas a aposta na melhoria das condições é propósito seguido pela direção de Márcio Sousa. «Investimos na sede social, reforçamos os meios disponíveis para as associações, atletas, dirigente e árbitros. Sempre com o objetivo de tornar as nossas provas mais competitivas e justas. Sem nunca descurar a questão financeira e as contas da AFSA» apontou, salientando a importância de ter a “casa arrumada” em termos financeiros. «Só com contas certas poderemos lançar bases para novos desafios. É importante garantir a coesão financeira e assegurar a concorrência leal entre associações. Na época passada já demos passos nesse sentido, mas na presente seremos ainda mais intransigentes para quem não cumpriu com as suas obrigações», vincou, sustentando que se avizinham tempos difíceis.

Apontou ainda para «tolerância zero para com fenómenos de violência», admitindo que os jogos geram emoções fortes, mas «devem ser vividos em total respeito entre os diferentes intervenientes». A arbitragem é uma das áreas a melhorar, com reforço do trabalho formativo para a uniformidade de critérios. «Estamos a trabalhar para que sejam feitas várias mudanças nesta área, que serão seguramente benéficas para todos», destacou.

Por fim, mostrou-se grato com o apoio da Câmara Municipal. «Sem o apoio do Município, nada disto seria possível. Aproveitamos assim a presença do senhor vereador do Desporto, Dr. Pedro Oliveira, para expressar a nossa gratidão. Quando todos estamos alinhados pelo mesmo propósito torna-se bem mais produtivo e entusiasmante trabalhar em prol de uma causa como é esta do desporto», acrescentou Márcio Sousa.

Pedro Oliveira deu nota da importância deste tipo de estruturas concelhias como é a AFSA, «absolutamente fundamentais no nosso território», sustentando que esta forma de organização concelhia em várias modalidades é uma marca distintiva do território. «É uma mais-valia que queremos continuar a fomentar. O que distingue o concelho dos restantes é esta capacidade que temos de nos organizar e trabalhar em conjunto, num trabalho em rede que permite que o resultado seja muito mais válido do seria se cada um trabalhasse de forma isolada».

Pedro Oliveira enalteceu o trabalho desenvolvido pelas sucessivas direções da AFSA desde os fundadores e salientou o trabalho «sério» que tem sido levado a cabo pela liderança de Márcio Sousa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Famalicão: Riba d’Ave HC vence Torneio Abertura da AFSA

A equipa de futsal do Riba d’ Ave venceu, este sábado, o Torneio de Abertura da segunda divisão, prova promovida pela AFSA – Associação Futebol Salão Amador de Vila Nova de Famalicão.

A formação ribadavense levou a melhor sobre o Covense, numa final que apenas foi decidida nas grandes penalidades.

Foto Riba d’Ave

Famalicão: GD Natação fecha primeiro dia em segundo lugar

Terminado o primeiro dia de provas, os nadadores famalicenses somam 197 pontos, a 10 pontos do primeiro classificado e a 34 do quarto, posição que já não permite a subida de divisão.

Em femininos, a formação famalicense é 11.º classificada, com 146 pontos.

Da equipa famalicenses e em termos individuais, realce para Rodrigo Pereira, segundo nos 200m Mariposa, e a estafeta masculinos que foi terceira nos 4x100m Estilos.

No primeiro dia disputaram-se 18 das 38 provas que totalizam o programa do Campeonato Nacional de Clubes da 2.ª Divisão. A União Piedense, em masculinos, soma 207 pontos à frente do Grupo Desportivo Natação (197) e Vikings Sports Club (178), clubes que estão na linha de promoção à 1.ª divisão.

Em femininos, a Associação Louzan Natação/EFAPEL lidera com 214 pontos.

Ascendem à 1.ª Divisão, os 1.º, 2.º e 3.º classificados masculinos e femininos.

O Campeonato Nacional de Clubes da 2.ª Divisão é organizado pela Federação Portuguesa de Natação, em parceria com a Associação do Centro Norte de Portugal e a Câmara Municipal de Estarreja.

Famalicão: Jovem atropelada na Avenida 25 de abril

Uma jovem foi, na tarde deste sábado, atropelada no centro da cidade de Famalicão.

O acidente aconteceu por volta das 14h50 e para o local foram acionados as duas corporações de bombeiros do concelho.

A vítima deverá ser encaminhada para uma unidade hospitalar da região.

Não há informação sobre o seu estado de saúde.

Famalicão perde com o Torreense para a Taça da Liga ( 1 – 0 )

O Futebol Clube de Famalicão sofreu a primeira derrota na Taça de Liga, em casa do Torreense, na noite desta sexta-feira.

O único golo do encontro surgiu nos primeiros minutos da segunda parte, por intermédio de João Vieira.

O próximo desafio do Futebol Clube de Famalicão, que se encontra no Grupo H desta competição, está marcado para sexta-feira, dia 9 de dezembro, às 20h45, diante do C.D.Tondela.

Famalicão: Homem fica em estado grave depois de despiste em Oliveira S.Mateus

Um homem ficou, esta sexta-feira, em estado grave, depois do despiste da viatura que conduzia, em Oliveira São Mateus.

O acidente aconteceu em plena EN310, cerca das 18h00.

Para o socorro foram acionados os Bombeiros Voluntários de Riba d’Ave e a VMER.

A GNR tomou conta da ocorrência.

Famalicão: Brufe já exibe árvore enfeitada com crochê

Ao final da tarde desta sexta-feira foi inaugurada em Brufe uma árvore gigante feita de crochê. O desafio foi lançado à comunidade e o bonito resultado pode ser visto na Praceta dos Combatentes.

Na inauguração, com a presença de centenas de pessoas e cânticos de Natal, o autarca local, Carlos Gomes, enalteceu o espírito comunitário que permitiu concretizar este objetivo, assinalando que o projeto que é agora uma realidade faz prova da solidariedade e amizade, fazendo votos que esta quadra natalícia seja intensamente vivida por todos.