Marcelo Rebelo de Sousa abre as portas do Centro Português do Surrealismo

O Presidente da República Portuguesa Marcelo Rebelo de Sousa inaugura esta sexta-feira, dia 1 de junho, pelas 17h30, o Centro Português do Surrealismo, na Fundação Cupertino de Miranda de Vila Nova de Famalicão. A cerimónia conta com as presenças do Presidente do Conselho de Administração da Fundação Cupertino de Miranda, Pedro Álvares Ribeiro, do presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, e de vários artistas de referência do Surrealismo Português, entre outras personalidades do mundo da cultura.

Nesta inauguração será apresentada ao público a exposição “O Surrealismo na Coleção Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian”, que possibilita revisitar as obras ligadas ao Movimento Surrealista desta coleção e regressar ao acontecimento plástico desse período. Esta exposição representa um estímulo à investigação e compreensão, quer de atitudes, quer de pensamentos, levados a cabo por autores que desafiaram a situação social e política da época, demonstrando audácia, inteligência e liberdade.

Refira-se que o Centro Português do Surrealismo nasce na Fundação Cupertino de Miranda que tem atualmente uma coleção de mais de três mil obras ligadas ao surrealismo, nomeadamente de Mário Cesariny e Artur Cruzeiro Seixas, num total de 130 artistas.

“A qualidade, a diversidade e os atributos da coleção” justificaram, desde a primeira hora, a criação deste novo espaço “mais amplo e com excelentes condições de visita”, como explica o diretor da Fundação Cupertino de Miranda, António Gonçalves.

O Centro Português do Surrealismo vai integrar uma sala de exposições com cerca de 400 metros quadrados, afirmando-se como “um espaço cultural único na região”, como refere o responsável.

Para António Gonçalves, a nova estrutura que se pretende afirmar num futuro próximo como “um espaço incontornável de visita para quem está a estudar e se interessa pela arte moderna”, pretende ser “não só um depósito, mas um centro ativo de estudo e investigação do surrealismo”.

O EDIFICIO

Da autoria do arquiteto João Mendes Ribeiro, o Centro Português do Surrealismo nasce da adaptação do emblemático edifício da Fundação Cupertino de Miranda, que foi desenhado nos anos 50, verdadeiro ex-libris do espaço citadino.

Para o arquiteto o projeto constituiu “um enorme desafio pela ligação entre o passado e o futuro”, mas também “pelo tema da contemporaneidade”.

A principal transformação face ao desenho atual é a passagem do espaço museológico, bem como da oferta formativa, para os primeiros andares do edifício – atualmente localiza-se na torre que compõe o espaço – colocando-o na “linha da frente” de forma a“promover o contacto com a comunidade”.

“Vamos ter um conjunto de expositores que se abrem à cidade, criando uma relação muito forte com o espaço e com as pessoas”, acrescenta João Mendes Ribeiro.

Aquando da apresentação do projeto que aconteceu em fevereiro de 2017, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, descreveu o centro como um “projeto âncora. É inegável o protagonismo que a fundação tem na área cultural quer em Famalicão, quer no país, sendo um dos pilares do concelho. E a fundação, que não vive fechada em si mesma, tem espólios riquíssimos”, disse o autarca.

Na altura tanto Paulo Cunha como o presidente da Fundação Cupertino de Miranda, Pedro Álvares Ribeiro, vincaram o objetivo de tornar Vila Nova de Famalicão “o centro do surrealismo”, criando uma “marca” que gerará “muitos benefícios” como o desenvolvimento da atividade turística ou o estabelecimento de parcerias com empresas e instituições.

Refira-se que a somar às obras de adaptação do edifício, prevê-se ainda uma nova programação e novos custos com o funcionamento do Centro Português do Surrealismo que implicará um investimento na ordem dos 2,5 milhões de euros. A autarquia contribuirá com a atribuição de um apoio financeiro no valor de 300 mil euros, repartidos por quatro anos.

Famalicão: Câmara instala primeiro painel que alerta a população para os índices de radiação ultravioleta

FC Famalicão: Hugo Oliveira volta a ser chamado para a seleção sub-18

O jogador do FC Famalicão consta da convocatória da seleção nacional sub-18 para o Torneio Internacional de Lisboa, que se disputa entre os dias 4 e 14 de junho, com todos os jogos marcados para as 18 horas.

Hugo Oliveira, defesa central da equipa sub-19, é um dos 22 jogadores eleitos pelo selecionador Joaquim Milheiro para uma competição que reúne as seleções da Coreia do Sul (10 de junho, 18 horas, Estádio Nacional), Noruega (12 de junho, 18 horas, Cidade do Futebol) e Chéquia (14 de junho, Estádio Nacional).

Trata-se da terceira participação de Hugo Oliveira numa prova internacional ao serviço da seleção sub-18. Depois da estreia no Torneio de Marbelha, o defesa ajudou o conjunto luso a conquistar o Torneio Internacional do Porto, em março passado.

Famalicão: Ricardo Costa/Rui Vilaça vencem no Rali de Portugal

Inseridos na Toyota Gazoo Racing Iberian Cup, competição monomarca, a dupla famalicense Ricardo Costa / Rui Vilaça venceu um Rali de Portugal muito duro, depois de uma boa luta com o também famalicense Miguel Campos, navegado por Nuno Rodrigues da Silva, com 22.9s a separar as duas equipas, mas com muitos acontecimentos pelo meio.

Ricardo e Miguel tiveram, ao longo da prova, os seus problemas, que permitiram “cavar” diferenças entre ambos, mas logo diminuídas pelos vários percalços técnicos que tiveram ao longo da jornada. No final, a vitória foi para Ricardo Costa, com uma diferença de 22.9s.

«É um excelente resultado para a nossa equipa, que tem trabalhado arduamente na preparação das provas para estar ao mais alto nível nesta competição». Por isso, Ricardo Costa agradece «a todos e não posso deixar de enviar um agradecimento especial aos administradores da Macedo & Macedo – Toyota, por todo o apoio e empenho que nos têm dado».

Com três provas realizadas, Miguel Campos lidera este troféu, com 59 pontos, mais um que Ricardo Costa.

Famalicão: Paróquia de Arnoso Santa Maria acolhe concerto de Homenagem a Nossa Senhora

Sábado, dia 28 de maio, às 21h15, na paróquia de Arnoso Santa Maria, realiza-se um concerto de homenagem musical a Nossa Senhora, a quem é especialmente dedicado o mês de maio.

Este momento musical está a cargo dos Arautos do Evangelho, podendo também ser acompanhado a partir da transmissão online dos Arautos do Evangelho.

Deste modo, fica o convite da paróquia de Arnoso Santa Maria para um serão de sábado diferente, onde a música faz homenagem a Nossa Senhora.

 

FC Famalicão: Penetra entra mais tarde de férias

O defesa central Alexandre Penetra só iniciará o período de férias a 12 de junho, findos os três jogos que a Seleção de sub-21 tem para disputar nos próximos dias no próximo mês de junho.

O jogador e capitão do FC Famalicão, habitual titular, é uma das escolhas do selecionador Rui Jorge para os jogos com a Bielorrússia (em Yerevan, na Arménia, a 4 de junho), Liechtenstein (Vaduz, dia 7) e Grécia (Barcelos, dia 11).

David Carreira atua na final da Taça de Portugal

A Federação Portuguesa de Futebol anunciou que David Carreira e Nenny vão atuar ao vivo na cerimónia de abertura (17 horas) da grande final da prova rainha.

Ao intervalo, um grupo de crianças, da academia Dance4Kids, continuará a animar os presentes no Jamor, com um espetáculo de dança.

A final disputa-se entre as equipas femininas do Sporting e Famalicão, partida agendada para as 17h15, do próximo sábado, no Estádio Nacional do Jamor.