Câmara de Braga quer iluminar 400 passadeiras da cidade e freguesias

A Câmara Municipal de Braga tenciona intervir em cerca de 400 passadeiras da cidade e freguesias. A informação foi adiantada na última Assembleia Municipal, pelo deputado Joaquim Barbosa.

Numa primeira fase a autarquia bracarense vai ouvir os presidentes da junta e elaborar uma lista de locais a serem intervencionados.

O jornal digital O Minho adianta que, “apesar desta medida, anunciada em reunião de AM, alguns dos pontos negros da cidade e das freguesias estão sob alçada das Infraestruturas de Portugal (IP), O MINHO sabe que João Rodrigues, vereador, enviou ofícios às IP para que, caso estes não façam as respetivas alterações, que deleguem a responsabilidade na autarquia, para esta fazer as intervenções“.

Famalicão: Ideias empreendedoras e novos negócios na Praça D. Maria II

O empreendedorismo vai estar em destaque esta sexta-feira e sábado, na Praça D. Maria II, em pleno centro da cidade de Famalicão.

Durante estes dois dias, no decurso da Feira do Empreendedorismo, várias empresas e marcas famalicenses vão dar a conhecer as suas ideias empreendedoras, com conceitos de negócio e produtos inovadores.

O certame contempla, também, o debate e discussão entre empreendedores, jovens, stakeholders, parceiros e investidores. É o que vai acontecer com o Talk que se realiza no primeiro dia sobre «O Futuro das Startups», no auditório da Fundação Cupertino de Miranda, a partir das 17 horas, e que tem como oradores Francine Beleyi, especialista em gestão de marca e estratégia digital, Pedro Rodrigues docente universitário e especializado em marketing estratégico, Bruno Silva, coach e consultor e Teresa Dieguez, especialista em estratégia e empreendedorismo.

O evento tem inscrição gratuita, mas está sujeito a inscrição prévia, que pode ser feita em www.famalicaomadein.pt

Nova greve na CP com impacto esta segunda-feira

A CP – Comboios de Portugal comunicou, esta sexta-feira, que a greve parcial convocada para esta segunda-feira, pode provocar perturbações «significativas» na circulação dos urbanos do Porto, com impacto previsto entre as 00h00 e as 12h00, do mesmo dia.

Em nota enviada às redações, a CP informa que o Tribunal Arbitral do Conselho Económico e Social não decretou serviços mínimos. No entanto, promete desenvolver todos os esforços «para prestar o melhor serviço possível aos clientes, apesar dos constrangimentos decorrentes desta situação».

O Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante (SFRCI) anunciou, esta quinta-feira, duas novas greves parciais nas zonas urbanas de Porto e Lisboa, reivindicando melhorias salariais.

A greve parcial na zona urbana do Porto vai decorrer entre as 5h00 e as 8h30 desta segunda-feira.

O sindicato, que representa a maioria dos trabalhadores do serviço comercial e transporte (revisores, trabalhadores das bilheteiras e as suas chefias diretas), considera que o aumento de 0,9% da tabela salarial não é «um valor aceitável».

Mercadona doa 1,5 milhões de euros para ajudar os refugiados da guerra na Ucrânia

A Mercadona, como demonstração de apoio e solidariedade com o povo ucraniano, doa 1,5 milhões de euros para ajudar os refugiados da guerra da Ucrânia. Esta ajuda materializa-se a partir de junho com a entrega de Cartões Sociedade de 50€ cada um, com o objetivo de ajudar a cobrir as necessidades básicas dos refugiados que chegam a Portugal e Espanha, podendo ser utilizados em qualquer um dos seus supermercados.

Através desta colaboração, a Mercadona prevê ajudar cerca de 5.000 pessoas refugiadas.

A empresa realizará a entrega destes cartões através das entidades autorizadas dentro dos programas oficiais de acolhimento de ucranianos em Portugal e Espanha.

Equipa feminina do FC Famalicão fecha campeonato este sábado

A última jornada da fase de apuramento de campeão nacional, da Liga BPI, disputa-se este fim de semana.

O FC Famalicão joga em Braga, no sábado, às 11 horas, partida que vai determinar que equipa fecha o pódio nacional.

Já está definido o título nacional – Benfica, tal como o segundo lugar (Sporting) faltando apenas definir o terceiro classificado, entre famalicenses e bracarenses. A equipa de Jorge Barcellos soma 22 pontos, tantos como o Braga.

Esta partida serve, ainda, de ensaio para a final da Taça de Portugal que oporá as famalicenses ao Sporting, na tarde do dia 28 de maio, no Estádio do Jamor.

Para este jornada histórica, o clube famalicense tem à venda na Loja Oficial e na Academia os bilhetes, bem como disponibiliza transporte, tudo a 10 euros.

 

Famalicão: Na União de Freguesias de Arnoso e Sezures há uma «comunidade comprometida com o futuro»

Mário Passos anda a «ouvir para melhor governar» e, esta terça-feira, foi colher opiniões e inteirar-se dos desafios, projetos e problemas que enfrenta a comunidade da União de Freguesias de Arnoso (Santa Maria, Santa Eulália) e Sezures.

Esta Presidência de Proximidade começou em Sezures para assinalar as obras de requalificação do adro da Igreja, intervenção que está já numa fase final e teve um apoio municipal de 147 mil euros. O autarca confere que a conclusão desta obra «é uma boa notícia», notando que «os adros têm o seu simbolismo religioso, mas são, também, espaços de convívio abertos a toda a população.

Já em Arnoso Santa Eulália o foco esteve na rede viária, com a repavimentação das ruas das Cruzes e Dr. Antero Martins apontadas como prioritárias. Nesta localidade, sempre acompanhado pelo executivo liderado por Jorge Amaral, Mário Passos passou pelas obras de reabilitação da sede da Banda Marcial de Arnoso. Nesta primeira fase da intervenção, que contou com um apoio municipal de 75 mil euros, os trabalhos decorrem sobretudo na cobertura e no exterior do edifício. Trata-se «de uma obra fundamental para o futuro desta instituição que muito prestigia o concelho», reconheceu o autarca.

Em Arnoso Santa Maria, Jorge Amaral aproveitou a presença do presidente da Câmara Municipal para falar da construção de um multiusos.

Como vem sendo habitual, no final da visita Mário Passos reuniu com as forças vivas desta união de freguesias, representada por cerca de meia centena de pessoas, reiterando «que estes encontros são muito importantes. Um território só se desenvolve com este envolvimento, com esta participação coletiva e fico muito satisfeito por constar o quanto os famalicenses estão comprometidos com o futuro de Vila Nova de Famalicão».

 

Famalicão: Investimento de 292 mil euros para ajudar 300 famílias a pagar as rendas

Ao longo deste ano, a Câmara Municipal vai apoiar 303 famílias do concelho no pagamento das rendas, num investimento de 292.500 mil euros. A proposta para estes apoios, no âmbito do programa municipal “Casa Feliz – Apoio à Renda”, é um dos pontos em discussão na reunião desta quinta-feira do executivo municipal.

Os apoios são divididos em três escalões. O “A” corresponde a um apoio mensal de 100 euros e foi atribuído a 105 candidatos; o escalão B é de 75 euros e foi atribuído a 159 candidatos; o escalão C corresponde a um apoio de 50 euros mensais e foi atribuído a 39 candidatos.

O presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, fala numa «retaguarda importante para aliviar o peso que as despesas com a habitação têm no orçamento das famílias famalicenses». O valor das rendas continua a ser «um problema para muitas famílias e, por isso, faz todo o sentido que a Câmara Municipal continue atenta e disponível para as apoiar. Tem sido assim nos últimos anos e vai continuar a ser», garante o autarca.

Este ano regista-se um novo aumento do investimento municipal afeto a este programa e do número de famílias beneficiadas. Em 2021, o investimento fixou-se nos 284 mil euros, beneficiando 287 famílias.

Recorde-se que as candidaturas ao programa “Casa Feliz – Apoio à Renda” decorreram até 31 de janeiro deste ano.

Para além da vertente de apoio às rendas, em vigor desde 2012, o programa Casa Feliz arrancou em 2005 para apoio às obras. Com este projeto, as famílias que mais precisam têm acesso a um apoio financeiro até 5 mil euros para a realização de obras de reparação da habitação, proporcionando as condições mínimas de bem-estar.

Na reunião do executivo desta quinta-feira vão estar também em análise mais 12 candidaturas apresentadas ao “Casa Feliz – Obras”, num investimento que ronda os 60 mil euros. Recorde-se que desde o seu lançamento, já foram concretizados várias centenas de processos de reabilitação, tendo o município investido mais de um milhão de euros.