Covid-19: Mais 13 mortos e 4.376 infetados

Nas últimas 24 horas há a lamentar mais 13 mortos e 4.376 infetados pelo novo coronavírus.

Segundo o relatório da Direção-Geral de Saúde há 867 internados em enfermarias (+13) e nos cuidados intensivos estão 171 pessoas (-6).

No norte não se registaram mortes; quanto a novas infeções são 1592.

 

Presidentes de Câmara de Famalicão, Santo Tirso, e Trofa unidos no melhoramento da maternidade do Hospital

A propósito da maternidade do Centro Hospitalar do Médio Ave, os presidentes das Câmaras Municipais de Famalicão, Santo Tirso e da Trofa reuniram-se, esta quinta-feira, com a administração e responsáveis pelos serviços de maternidade, ginecologia e obstetrícia.

O assunto já não é a manutenção da maternidade mas o seu funcionamento. Os autarcas reafirmaram a sua disponibilidade e compromisso em acompanharem a maternidade de Famalicão no seu crescimento qualitativo.

No encontro, o responsável pelo Centro Hospitalar, António Barbosa, agradeceu o empenho dos autarcas na luta pela permanência da Maternidade em Famalicão, que considerou «muito importante» para o desfecho que se veio a verificar. Agradecimento que foi retribuído pelos autarcas aos responsáveis pelo hospital «pelo seu empenho e trabalho em prol de um serviço público de qualidade exemplar».

O presidente da Câmara de Famalicão fala «de um equipamento essencial para a região, que desenvolve um trabalho de reconhecida qualidade, um serviço público estruturante para o presente e futuro dos nossos municípios».

Recorde-se que o encerramento da maternidade do Centro Hospitalar do Médio Ave foi uma das possibilidades adiantadas pelo estudo da Comissão de Acompanhamento de Resposta às Urgências de Ginecologia/Obstetrícia, possibilidade entretanto descartada pelo Diretor Executivo do Serviço Nacional de Saúde.

O CHMA está inserido numa região de grande força e vitalidade económica e social, servindo cerca de 250 mil habitantes. A administração tem sede em Santo Tirso, gerindo o Hospital Conde de São Bento, em Santo Tirso, e o Hospital S. João de Deus, em Famalicão. Em 2022, o Centro Hospitalar do Médio Ave registou um total de 1175 nascimentos, um acréscimo de 17% em comparação a 2021.

Protótipo de casaco inovador para bombeiros testado na Escola Nacional de Bombeiros

O consórcio de investigação do DIF-Jacket reuniu-se nas instalações da Escola Nacional de Bombeiros, em S. João da Madeira, para os ensaios ergonómicos e de fogo, utilizando protótipos do projeto, um futuro equipamento de proteção individual (EPI) para bombeiros. Os ensaios visaram recolher informações dos profissionais sobre os modelos testados em termos de conforto, analisar eventuais otimizações e avaliar a performance.

O CeNTI, o CITEVE – Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário e o Centro de Estudos de Fenómenos de Transporte da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto trabalham no projeto DIF-Jacket desde 2020. O objetivo é desenvolver um casaco para bombeiro, com caráter inovador, cujo principal objetivo é a segurança em diversos cenários de combate a incêndios, ou seja, pretende melhorar significativamente a capacidade de prever como um determinado equipamento protege o bombeiro num determinado cenário.

A otimização do vestuário tem em conta três variáveis: bombeiro + vestuário de proteção + ambiente de incêndio.

 

Portal das Finanças não está a funcionar

O Portal das Finanças está inacessível e, até ao momento, não se sabe o que está a acontecer e não há nenhuma informação oficial.

Além do Portal das Finanças, também o Portal do e-faturas está inoperacional.

Nas redes sociais os utilizadores estão a ser informados que «estão a ocorrer constrangimentos no acesso ao Portal das Finanças. Lamentamos pelo incómodo. Assim que a situação estiver resolvida informamos».

Famalicão: FAC lidera 2.ª divisão Norte de bilhar

Na receção ao Leixões SC, então líder do campeonato, a equipa do FAC venceu por 2,5 – 1,5, e assumiu o comando da classificação da 2.ª divisão Norte de bilhar 3 tabelas.

Neste jogo, houve um empate na mesa de Artur Figueiredo e as importantes vitórias de Rui Gomes e Carlos Sampaio.

Ficou, assim, garantida a liderança FAC, cumpridas sete jornadas, a última da primeira volta.

A equipa B deslocou-se à difícil casa do Boavista FC13 e perdeu, por 3-1, ponto conseguido na mesa um por Paulo Oliveira.

A segunda volta do campeonato de equipas regressa a 23 de fevereiro.

Foto arquivo

Rendimento Social de Inserção aumenta 20 euros

Depois de três anos sem atualização, o Rendimento Social de Inserção vai aumentar cerca de 20 euros, passando de 189,66 euros para 209,11 euros, já no mês de março, com efeitos retroativos a janeiro. Há mais de 198 mil pessoas a receber este apoio em Portugal.

A atualização do RSI para este ano foi hoje publicada em Diário da República. Os novos valores começam a ser pagos em março, abrangendo 198 mil pessoas, numa medida com um custo estimado em 30 milhões de euros.

 

 

Famalicão: Futuro da maternidade ainda preocupa PCP

A decisão do Governo em manter aberta a maternidade de Famalicão é bem recebida pela Comissão Política do PCP que, no entanto, considera «inaceitável» que o seu funcionamento esteja apenas assumido por um ano, dependente de investimentos nas instalações e em profissionais. Em comunicado, o partido recorda que compete ao Governo criar as condições para que o investimento público aconteça sempre que necessário. «Se o reforço de meios é preciso, sendo que isso não justifica a admissão de encerramento, então o Governo que proceda em conformidade ao invés de aligeirar responsabilidades».

Por isso, a Comissão Concelhia do PCP avisa «que continuará a intervir no sentido da sua defesa, apelando à mobilização dos utentes e da população».

A maternidade do Centro Hospitalar Médio Ave, em Vila Nova de Famalicão, vai continuar aberta e o recuo do Governo, depois de ter estado em cima da mesa a possibilidade de encerramento na sequência da avaliação da Comissão de Acompanhamento de Resposta às Urgências de Ginecologia/Obstetrícia, resulta da «ampla mobilização que a possibilidade de encerramento suscitou», na qual o PCP destaca a Tribuna Pública realizada pelo PCP a 3 de outubro do ano passado e a concentração promovida pela CGTP a 8 de novembro do mesmo ano.

A discussão pública «tornou ainda mais evidente a importância desta maternidade, como um serviço muito relevante, quer pela sua natureza e âmbito geográfico, quer pela sua capacidade de resposta e potencial».