OUTRA VEZ A EN 14

DECLARAÇÃO. Na passada semana proferi no parlamento uma declaração política sobre a construção da alternativa à EN14. Recordei que o anterior governo concertou com os autarcas uma solução infraestrutural menos onerosa para o erário público, mas igualmente eficiente que, por razões técnicas e financeiras, foi faseada na sua execução. O anterior governo cabimentou e abriu concurso público para a execução da 1ª fase da obra, tendo, inclusive, iniciado o processo de expropriações, bem como os estudos e projetos para as demais três fases.

DENÚNCIA. Desde junho de 2016, que o atual governo está em condições de proceder à adjudicação da 1ª fase. Dada a inexistência de impedimentos técnicos ou financeiros, aquela só não ocorreu por mera opção política governativa.

ANÚNCIO. No dia seguinte àquela declaração, o primeiro-ministro avançou que está tudo pronto para as obras arrancarem na Maia confrontando-nos com uma nova contradição de uma lista já de si deveras extensa. Refira-se que o atual governo deu como boa a execução do projeto faseadamente, depois a obra só podia ser feita de forma integral, para agora voltarmos ao ponto de partida. Assumiu, primeiramente, que o início da obra ocorreria na Maia, depois em Famalicão, para regressar agora novamente à “primeira forma”. Mais surpreendente foi verificar que o primeiro-ministro anunciou um troço (Nó do Jumbo até à Carriça) que corresponde apenas a uma parte da 1ª fase da obra concursada. Dito de outra forma, anunciou uma obra para a qual nem sequer foi aberto concurso público. Uma “artisticidade”.

CANDIDATO. No referido debate parlamentar participou o também deputado famalicense e candidato socialista à Câmara Municipal. Se em Famalicão, conforme se viu em artigo de opinião, criticou o governo de António Costa por ter adiado a obra projetada invocando “argumentos esfarrapados em tecniquês para os quais”  diz já não ter “pachorra”,  já em Lisboa, deu a entender ter andado bem o governo socialista ao abandonar o projeto do governo PSD/CDS-PP, pois aquilo não passa de um “projetinho”, que “não servia para nada, nem a economia, nem as populações, nem a mobilidade”.

Se há olhos que mudam de cor consoante a luz, há pessoas que mudam de opinião consoante as plateias.

Jorge Paulo Oliveira

(Deputado do PSD na Assembleia da República)

Avistou uma fila de pontos brancos no céu? São satélites de acesso à internet.

As redes sociais encheram-se, na noite deste domingo, com relatos de filas de pontos brancos avistados em vários pontos da região norte do país.

Trata-se de um conjunto de satélites da rede Starlink que fornecem internet em várias regiões do globo, com enfoque especial para as regiões onde ela não está disponível através dos acessos tradicionais.

FC Famalicão vence nos quartos de final da Taça da Liga

A equipa feminina do FC Famalicão venceu, na tarde deste domingo, o Lank Vilaverdense, por 3-1.

Na Academia e no primeiro jogo dos quartos de final da Taça da Liga, o Famalicão foi claramente superior em todos os momentos do jogo e só deve a si um resultado bem mais folgado.

Os três golos famalicenses foram apontados na primeira parte, por Laís Araújo, Pati e Alidou, em resultado de uma boa exibição.
O Lank Vilaverdense esboçou, nos primeiros minutos da segunda parte, uma reação e fez um golo.

Até final, a equipa treinada por Miguel Afonso desperdiçou mais algumas oportunidades para dilatar o marcador.

Mónica Vilela dos B.V.Riba d’Ave foi a bombeira do concelho mais rápida a subir o Bom Jesus

Mónica Daniela Silva Vilela, dos Bombeiros Voluntários de Riba d’Ave, foi a mais rápida do concelho a fazer a prova “Escadórios da Humanidade”, que se realizou este sábado, no Bom Jesus, em Braga.

A prova juntou centenas de bombeiros de todo o país e não só que tinham como objetivo subir os 566 degraus do Bom Jesus. Para além da dificuldade da prova, acresce o facto de os participantes terem que efetuar o desafio totalmente equipados.

Mónica Vilela, que outrora teve o título de bombeira mais rápida de Portugal, fez a prova em 8:53, tendo alcançado o 3 lugar do seu escalão (Sénior Fem.) e a 211ª posição da classificação geral.

Nesta competição participaram elementos de todas as corporações de Vila Nova de Famalicão, o homem mais rápido do concelho foi Carlos Rafael Freitas dos B.V.Famalicão.

Famalicão: Embatem em carro, provocam estragos consideráveis e fogem

Um carro ficou com vários estragos depois de, aparentemente, ter sofrido um embate de uma viatura que se colocou em fuga, na freguesia de Pedome, em Vila Nova de Famalicão.

O acidente aconteceu na tarde deste sábado, entre as 14h45 e as 17h30, relata a proprietária do veículo na imagem.

A lesada refere que estacionou o veículo junto à igreja de Pedome e só deu conta do sucedido quando regressou a ele, cerca das 17h30. No local não foram encontrados elementos suficientes que pudessem identificar o autor dos estragos, apenas algumas marcas que indiciam que o veículo envolvido será de cor azul.

A mulher apela à comunidade para, no caso de ter informações sobre o acidente, o reportem.

Maior transportadora Suíça abre escola em Famalicão: Vai formar e contratar motoristas de pesados

O maior transportador da Suíça (Galliker Transport AG), vai abrir instalações em Vilarinho das Cambas, Vila Nova de Famalicão.

O objetivo deste espaço passa pela formação e recrutamento de motoristas de pesados em Portugal, para uma futura carreira na Suíça, com as condições salariais e regalias praticadas naquele país.

Trata-se de um investimento inicial de um milhão de euros e que será apresentado ao detalhe na próxima quarta-feira, nas novas instalações do grupo em Portugal.

A Galliker Transport AG vai ficar instalada na Rua da Economia nº 152, em Vilarinho das Cambas.

Famalicão: Carro estacionado na cidade aparece danificado e autor dos estragos está por localizar

Um Renault Clio dos novos foi encontrado pela sua proprietária com vários estragos, na zona lateral e traseira, no centro da cidade de Famalicão.

A viatura estava estacionada ao lado do Parque 1º de Maio, nas proximidades do concessionário da Renault, e os estragos terão sido provocados no último domingo, dia 18 de setembro.

A proprietária do carro deparou-se com aquela situação por volta das 00h00, assim que saiu do emprego e se preparava para regressar a casa.

Passada uma semana desde o incidente, a lesada ainda não conseguiu obter informações que a levassem ao responsável pelos estragos, no entanto, não perde a esperança que alguém tenha visto o que aconteceu e possa ajudar, uma vez que os custo de reparação será avultado.