VAMOS LÁ VER SE NOS ENTENDEMOS

RIBA DE AVE. No espaço de 2 anos, na prática, perdeu o ensino público secundário com a proibição da abertura de novas turmas de inicio de ciclo nas duas escolas com contratos de associação. Perdeu a presença da banca pública com o encerramento da CGD e assiste agora, estupefacta, à decisão de encerramento do Posto dos CTT. O sentimento de desinvestimento público estatal é mais do que legítimo.

REESTRUTURAÇÃO. Todas as empresas têm direito a se ajustarem às novas exigências do mercado. Porém, quando essas empresas, sejam elas públicas ou privadas, prestem serviços públicos essenciais e estes sejam afetados com aqueles processos de ajustamento, nessa altura fica em causa o cumprimento do próprio contrato de serviço público.

INCUMPRIMENTO. Os CTT – Correios de Portugal, SA, são uma empresa privada que presta um serviço público essencial: o serviço postal. Se por razões de mercado não está em condições de assegurar a sua prestação em condições sustentáveis, o Estado ou lhe proporciona essas condições, alterando o contrato ou aceitando a restruturação preconizada, ainda que em prejuízo do serviço público ou, simplesmente, resgata a concessão, neste caso, renacionaliza a empresa.

PRIVATIZAÇÃO. A questão central não é pois a de saber se a empresa é privada ou pública. Todos conhecemos empresas públicas que prestam mal o serviço público e empresas privadas que o fazem muito positivamente. A privatização dos CTT, prevista nos PEC´s do Governo socialista de José Sócrates, mais tarde inserida por sua mão no Memorando de Entendimento da Troika, um compromisso internacional cumprido pelo Governo do PSD/CDS-PP, não é a questão central.

ESSENCIAL. A questão central é o incumprimento do contrato de serviço público e as demais obrigações que lhe estão associadas. Porque estamos a falar da prestação de um serviço público e não de uma mera atividade comercial, as populações, via respetivas autarquias, deviam ter sido previamente informadas. Não o foram. Têm o direito de saber porque razão encerra este e não um outro balcão. Mas não sabem. Têm o direito de saber se o Governo aceita este encerramento e desde quando está ao corrente da decisão dos CTT. Mas também não sabem. Desproporcionada é coisa que seguramente não pode ser apelidada à indignação dos ribavadenses.

Jorge Paulo Oliveira

(Deputado do PSD na Assembleia da República)

Estádio Municipal com a segunda melhor taxa média de ocupação

Segundo os dados divulgados pela Liga Portugal, o FC Famalicão foi o segundo com melhor taxa média de ocupação (60.98%) do campeonato português. O Estádio Municipal recebeu, ao longo das 17 jornadas em casa, 54.543 espetadores na temporada que terminou, perfazendo uma média de 3.208 espetadores por jogo.

Os melhores registos em termos de assistência no Estádio Municipal aconteceram nos jogos com o Braga, 4739 espetadores; Gil Vicente, 4563; e Paços de Ferreira, 4559.

FC Famalicão treina no Estádio Nacional esta sexta-feira

A equipa do FC Famalicão realiza o treino de adaptação ao relvado do Estádio Nacional, onde vai disputar a final da Taça de Portugal Feminina, na tarde desta sexta-feira, às 16 horas.

A conferência de imprensa está marcada para as 17h05, com a presença do treinador Jorge Barcellos e de uma jogadora.

Já o Sporting, adversário do conjunto famalicense, treina às 17h30, e realiza a conferência de imprensa às 18h45.

A final da Taça de Portugal joga-se na tarde de sábado, às 17h15, no Estádio Nacional.

Famalicão: Mobilidade Erasmus+ leva alunos do Agrupamento Camilo a Belgrado

A Medical School Belgrade foi “palco” para um grupo de alunos do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, em mais uma mobilidade Erasmus+, desenvolverem várias atividades enquadradas na promoção da inclusão social – participação e aprendizagem no sentido da capacitação e do fazer parte ativa da comunidade; autodeterminação – definição de interesses e tomada de decisões correspondentes a perspetivas de trabalho de alunos com Necessidades Específicas. Tratou-se dum encontro de alunos do AECCB, da escola alemã Schule am Bienwaldring e do já referido estabelecimento de ensino da Sérvia.

Nos cinco dias de trabalho houve cooperação e interação, consubstanciando-se no desenvolvimento da componente social, linguística e multicultural que esteve latente nos workshops, nas visitas e nas aulas frequentadas.

Como este projeto teve destaque ao longo destes últimos três anos, na componente inclusiva, os alunos famalicenses foram recebidos pelo representante do Ministério da Educação da Sérvia e pelos representantes da UNICEF em Belgrado. Deste encontro emergiu a possibilidade de outros projetos de caráter inclusivo serem lançados entre os países presentes.

A presença em Belgrado permitiu à comitiva visitar vários espaços públicos e museológicos da cidade. No jantar de gala, que encerrou estas mobilidades, foram entregues os certificados de participação.

 

 

 

Famalicão: Alunos da D. Sancho estagiam em Marselha

Dezoito alunos dos cursos profissionais de Contabilidade, Eletrotecnia, Manutenção Industrial e Gestão e Programação de Sistemas informáticos, acompanhados por três professores, partiram, no passado fim de semana, para Marselha, onde vão realizar os seus estágios curriculares.
Estes estágios, financiados pelo programa Erasmus, contribuem para um ensino profissional de excelência e qualidade constituindo um dos mais ambiciosos objetivos do projeto educativo do Agrupamento de Escolas D. Sancho I.
Segundo o responsável pelo projeto, Artur Passos, «mais do que aprenderem a ser excelentes técnicos, queremos que os alunos sejam colaboradores ativos nas empresas por onde passam, que levem a energia e a pluralidade de saberes característicos da sua juventude aos seus postos de trabalho». Neste sentido, nota o docente, «o envolvimento dos alunos em projetos Erasmus+ é uma ótima forma de lhes conceder oportunidades de desenvolvimento e aprendizagem que os tornem mais autónomos, mais organizados e com maior conhecimento de métodos e formas de trabalho vividos na primeira pessoa em contexto transnacional».

Famalicão: Cabeçudense inaugura relvado sintético

Na tarde de domingo, às 17 horas, é inaugurado o relvado sintético do SC Cabeçudense.

A renovação do relvado do recinto do emblema da freguesia de Cabeçudos, fundado em 1958, contou com um apoio municipal de 20 mil euros. A cerimónia de inauguração conta com a presença de Mário Passos, presidente da Câmara Municipal.

Depois da inauguração está agendado um jogo de futsal entre diretores e ex-diretores do clube contra a Seleção Nacional de Futsal do Clero.

Famalicão: Feira do Empreendedorismo abre na tarde desta quinta-feira

O empreendedorismo famalicense vai mostrar-se, esta quinta e sexta-feira, no centro da cidade. A Feira do Empreendedorismo vai ocupar o espaço da Praça D. Maria II com um conjunto de empresas e marcas que vão dar a conhecer as suas ideias empreendedoras, novos conceitos de negócio e produtos inovadores. O certame abre às 15 horas desta quinta-feira, com a presença de Mário Passos, presidente da Câmara Municipal.

O espaço servirá, também, para o debate e discussão entre empreendedores, jovens, parceiros e investidores. É o que vai acontecer com o encontro que se realiza no primeiro dia sobre “O Futuro das Startups”, no auditório da Fundação Cupertino de Miranda, a partir das 17h00, e que tem como oradores Francine Beleyi, especialista em gestão de marca e estratégia digital, Pedro Rodrigues, docente universitário e especializado em marketing estratégico, Bruno Silva, coach e consultor e Teresa Dieguez, especialista em estratégia e empreendedorismo.

O evento tem inscrição gratuita, mas está sujeito a inscrição que pode ser feita em www.famalicaomadein.pt